vos pergunto:

O que o povo que vangloria o café diria, se eu contasse que Vó Zilda resolveu testar por café na minha mamadeira aos meus poucos meses de idade, num ato de desespero, porque a chata que vos escreve não queria o leite?
Que depois deste dia, nunca mais tomei outra coisa?
Que NÃO FAÇO IDEIA de qual o gosto que o Nescau tem?
Que minha infância foi xícara de café na minha casa e na casa dos amiguinhos?
Que tomo café, portanto, há 28 anos?
Que isso é absolutamente normal e que não acontece NADA no meu corpo se eu deixar de tomar uma xícara por um dia?

Peço desculpas se a avó destas criaturas não era Dona Zilda, com seu copo de vidro nas mãos, todos os dias, às seis da manhã.
E um grande abraço aos sommeliers de café.

Atenciosamente,
eu mesma.

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. BA MORETTI

    já fui assim, detonando garrafas de café por dia
    hoje são as xícaras de nescau quente que me perseguem

  2. Natália

    Minha mãe me dava na mamadeira café com leite. Café-com-leite.
    Sei lá, é super normal dar isso para uma criança, um bebê? Hahahaha

    Hoje, não suporto muito essa bebida, e nem me tornei fã de café.

    1. Lya respondeu Natália

      quando falo café, entenda café com leite, FOREVER, haha (;