the winter (sale) is coming

Aqui do meu lado se encontram as pendências listadas de trabalho, mas resolvi primeiro escrever estes dois posts, porque caso eu deixe para depois, deixarei para amanhã e para depois de amanhã. Sabem muito bem como isso funciona. Portanto, temos aqui dois posts em um dia só.

Sexta-feira desta semana pegaremos mais dois quadros e agora acredito que se iniciará a destruição das paredes. Os dois últimos que chegaram foram muito desejados. Direto da Dinamarca, enormes e com muito imposto, da Playtype.

IMG_8569

Uma das inúmeras coisas que descobri depois de me mudar, foi o prazer de ter plantas. E eu que replanto nos vasinhos. Eu, a desajeitada em pessoa. Chega a ser um pouco ridícula a felicidade que eu fico de vê-las crescer, descobrir um raminho, olhar as fotos de quando chegaram e o que mudou. Os vasos que eu tanto queria de cimento serem lançados na Módu foi só uma desculpa para ter mais duas. É muita boca para alimentar aos domingos, mas a casa fica linda com as cores delas. Os vasos são o bowl e o rounded com detalhe em branco.

IMG_8570

Das promoções de inverno (que aliás, ainda estão por todas as lojinhas online), algo que eu adquiri rapidamente foi o tão sonhado brinco do Christopher Alexander. Com um descontão na Gallerist, não pensei duas vezes. Eu acabei comprando outras coisinhas, vou ver como posso organizar para mostrá-las aqui (ou não).

IMG_8571

IMG_8572

Agora, se me permitem, vou riscar os itens deste checklist demoníaco.

oh, george

Meu novo crush musical é praticamente vergonhoso.
Um inglesinho, inho mesmo, de 21 anos com vozerão. Eu não sou crítica musical, então não sei se isso é um folk, mas me parece. George Ezra tem sido minha trilha na malhação das últimas semanas.
Ele só possui um album, lançado ano passado.

Minhas preferidas ficam entre Budapeste (que eu acredito que já tenhas ouvido alguma vez).

Blame It On Me, com um clipe de adoro assistir.

A linda Song 6.
We are only dreaming and I’m dreaming only of you.

Listen To The Man, que lembra muito Frank me acalmando com minhas paranóias.
O vídeo ainda conta com o maravilhoso Sir Ian McKellen.
You don’t have to be there, babe
You don’t have to be scared, babe
You don’t need a plan of what you wanna do
Won’t you listen to the man that’s loving you

Cassy O’

Da Vinci Riot Police (quase esqueço. Fiquem com este vídeo brega com letra)

Outra notícia musical maravilhosa é o retorno do Beirut, com No No No. Mesmo tendo sumido por anos, não mudaram em absolutamente nada no estilo musical e a gente agradece.

pós sopa

Acordei hoje voltando a lembrar minha forma original. Agora, me restam pontos incomodando na boca e uma pincelada roxa-amarelada na bochecha direita. Mas já é possível um convívio em sociedade.
Vide post anterior, onde dois sisos foram extraídos do meu ser.

Quase me esqueço de postar aqui. Depois de projetar para tantos, eu finalmente tenho o meu cartão de visitas. O primeiro (e último) que fiz para mim foi há sete anos. Um clássico caso de casa ferreiro. O cartão foi fabricado em processo manual, com uso de letterpress e as minhas tão sonhadas bordas pintadas, pela Corrupiola, aqui de Florianópolis. Eles postaram várias imagens durante o processo no Facebook e no Instagram. Agora o que me resta é lembrar do novo hábito: entregá-los.

Compramos um tapete para a sala. Sim, isto é um evento. Minha mãe sempre adorou tapetes e minha casa não tinha um pedaço de chão sem eles. Eu não gostava, não. E então, sem querer, eu me apaixonei por um, eu queria levar aqueles dois metros comigo. Me senti muito tia, muito minha mãe. Incrível como isto pode mudar tanto a cara do lugar e parecer tão mais aconchegante. É de couro com pelinhos, não sei explicar, porém lindo e não pode mais sair daqui.

Ainda nos mimos da casa, não lembro exatamente como caí na Pomelo, mas sei que foi pelo Instagram. Eles possuem garrafas, copos, azulejos e vasos para decoração (e pelo o que vi, em breve, velas). Encomendei um vidrão de sabonete para o banheiro de visita (viu como sou legal?). O sabonete é deles também, direto de Minas Gerais. Vale acompanhar o lindo trabalho pelo Instagram e dar uma olhada na loja online!

lya.gif

Não é ser humano evoluído
Teve que tirar os sisos
É Kiko
É Popeye
Tá guardando Ferrero Rocher do lado direito da boca
Bolsa de gelo
Quatro remédios
Não pode comer nada bom
Sofre
Faz sopinha
Espera esfriar
Esmaga banana
Raspa a maçã
Toma sorvete
Vai emagrecer
Vai chorar porque vai emagrecer
Cadê meu whey
Me ajudem

que culta

Para os Florianopolitanos que leem este blog, ficam as dicas.

Muito cultural o post de hoje porque foram muito culturais meus últimos dias. Florianópolis é sede da Bienal Brasileira de Design 2015 (e quando eu falo Design, coloque muitas áreas aqui dentro) e, para uma província desta onde nada acontece, é algo a se considerar e prestigiar. São inúmeras atividades paralelas acontecendo pela cidade, palestras, além de exposições em vários locais. Me interessei mais em ver as exposições e fui em dois locais.

Em um dia que tirei para resolver pendências no centro da cidade, aproveitei para ir ao Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Souza, onde acontece a exposição de Design Contemporâneo Holandês. Muitas peças interessantes, principalmente os projetos cerâmicos, que tenho admirado cada vez mais.

IMG_8390

IMG_8389

No dia seguinte, fomos ao CIC (Centro Integrado de Cultura) onde haviam 3 exposições simultâneas. No MASC, dentro do CIC, acontece a exposição Design Para Todos – Para uma vida melhor, com projetos nacionais abrangendo inúmeras áreas, incluindo mobiliário, utensílios, identidade visual, automotivo e etc.

IMG_8386

IMG_8385

Ainda no CIC, no Espaço Lindolf Bell, acontece a exposição Design Participativo – Criativos Coletivos, com dois ambientes de interação.

IMG_8388

E por último, no Museu da Imagem e do Som (MIS/CIC) está a Design Tecnológico – Os Makers e a Materialização Digital, para mim, a mais interessante de todas. Muita impressão 3D e toda a sua capacidade de reprodução em inúmeras peças e necessidades. Éramos dois hipnotizados com a pequena em ação.

IMG_8387

Aproveitamos a visita para prestigiar a exposição Abstrato Supernova da Isabela Teixeira e seu trabalho na UseArte. Com muita luz negra, a exposição está aberta durante todo o dia no CIC, vale a pena a visita (:

IMG_8384

IMG_8383

Toda esta programação é sem custo e pode ser encontrada no site. Aproveite para pegar o Guia Oficial impresso nos locais!

Amigaaa, tá sumidaaa

Eu sei, amiga.
Mas quando eu sumo é porque estou ferrada mesmo. Mais um freela alocado por duas semanas, e a noite para resolver os outros trabalhos. Neste meio tempo, eu ainda fiquei (e estou) podre. Nem malhar os glúteos eu fui e este blog, consequentemente, sofre o mesmo abandono que minha bunda. E minha bunda é importante.

Mas o que teve neste meio tempo?
Teve foto de pé, porque agora Frank é motoqueiro e esta é sua bota nova de couro comprada online (um feito inédito), procurando sua nova jaqueta de couro.

IMG_8059

Essa sou eu que caiu da moto, NOSSA, essa sou eu em dia de produção de foto para um catálogo.

IMG_8115

Teve uma sexta-feira à noite querida com amigos, comida maravilhosa (não preparada por mim, logicamente) e muita foto boa e ruim.

IMG_8150

IMG_8149

Eu me camuflo sóbria muito bem em meio aos bêbados. Esta arte é resultado de 15 anos de muita técnica. Só na hora do sono que não engano. Vocês falam merda e eu vou para o canto do sofá mesmo.

IMG_8249

Rolou casamento, rolou Filé ao Molho Madeira Duplo (porque repeti o prato). Com exclusividade, um raro selfie de elevador deste casal. Como é possível perceber, meu querido não tem foco porque não me dedico ao selfie de elevador, mas eu apareço e este blog é meu (te amo, cara).
Inclusive meu cabelo está enorme, eu não aguento mais.
Cresceu três dedos quer dizer que está enorme.

IMG_8250

Comprei duas peças da nova coleção da Luiza Dias 111 (Luiza Dias é sempre esse shut up and take my money, toda coleção eu me apaixono por tudo). Comprei um colar para mim e um chaveiro para casa.

IMG_8135

Por falar em casa, teve mais um quadro prontinho. A capa de disco mais linda da terra que comprei no Ebay e guardei por uns seis anos, com a certeza de que um dia colocaria na parede de casa. Quanta perseverança, não?

IMG_8005

Outro pedacinho que mostrei daqui foi uma parte da bancada do lugar mais desbravador de todos, a cozinha. Outro quadrinho que mandei fazer foi este, com uma ilustração da Leah Duncan.

IMG_8209(2)

Recebi um presente do menino gentil Pablo, leitor deste blog. O Pablo tem um trabalho com tricot, vendido no Coisas de Pablo e me presenteou com esta fofura de cactus que tu enterras com grãos de café! Além de bonitinho, ainda fica um leve perfume de café enquanto estou no escritório <3

E eu também fiquei toda feliz com um post no Instagram do site Casa Aberta (: